Concepções de estudantes do ensino médio sobre as relações de interdependência e qualidade de vida relativas à ciência e à tecnologia

Autores/as

  • Rafael Schepper Gonçalves Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Paulo Henrique Dias Menezes Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Amanda Batista dos Santos Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Ángel Vázquez-Alonso Universitat de les Illes Balears
  • Walmir dos Reis Miranda Filho Universidade Federal de Minas Gerais

Palabras clave:

ensino médio, CTS, QOCTS, PIEARCTS

Resumen

Na abordagem ciência, tecnologia e sociedade (CTS) para a educação espera-se que os estudantes alcancem conhecimentos básicos e úteis sobre ciência e tecnologia para que sejam capazes de se posicionar de maneira fundamentada e crítica diante de processos decisórios da sociedade. A pesquisa relatada neste trabalho integra o Projeto Ibero-americano de Avaliação de Atitudes Relacionadas com a Ciência, a Tecnologia e a Sociedade (PIEARCTS) e procurou investigar as concepções de caráter CTS de estudantes da educação básica. Para isso, foi utilizado o questionário de opiniões sobre ciência, tecnologia e sociedade (QOCTS) em uma amostra de 82 estudantes do ensino médio de uma escola pública federal do Estado de Minas Gerais, Brasil, no intuito de identificar e diagnosticar traços positivos ou negativos dessas concepções que possam ser associados à educação escolar. Com os resultados foi possível verificar que os estudantes ainda não compreendem suficientemente os aspectos CTS, mais especificamente sobre a interdependência/qualidade de vida relacionadas à ciência e à tecnologia, a adoção de novas tecnologias e as implicações destas para a sociedade.

Biografía del autor/a

Rafael Schepper Gonçalves, Universidade Federal de Juiz de Fora

Universidade Federal de Juiz de Fora, Brasil.

Paulo Henrique Dias Menezes, Universidade Federal de Juiz de Fora

Universidade Federal de Juiz de Fora, Brazil.

Amanda Batista dos Santos, Universidade Federal de Juiz de Fora

Universidade Federal de Juiz de Fora, Brazil.

Ángel Vázquez-Alonso, Universitat de les Illes Balears

Universitat de les Illes Balears, España.

Walmir dos Reis Miranda Filho, Universidade Federal de Minas Gerais

Universidade Federal de Minas Gerais, Brasil.

Citas

Acevedo-Díaz, J. A., Vázquez, Á. A. e Manassero, M. A. (2003). Papel de la educación CTS en una alfabetización científica y tecnológica para todas las personas. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, 2(2), 80-111. Recuperado de: http://reec.uvigo.es/volumenes/volumen2/REEC_2_2_1.pdf.

Aikenhead, G., Ryan, A. S. e Fleming, R. W. (1989). Views on science-technology-society (form CDN. mc. 5). Saskatoon: University of Saskatchewan. Recuperado de: http://umdberg.pbworks.com/w/file/fetch/38495879/vosts.pdf.

Antonioli, P. M. (2012). Atitudes, valores e crenças de alunos do Ensino Médio em relação à Ciência e Tecnologia, (Dissertação de mestrado). Rio de Janeiro: Centro Federal de Educação Tecnológica. Recuperado de: http://dippg.cefet-rj.br/ppcte/index.php/en/teses-e-dissertacoes.

Antonioli, P. M., Chrispino, A., Vázquez, Á. A. e Manassero, M. A. (2012). Avaliação das atitudes das duas culturas em relação à aprendizagem da ciência. Revista Iberoamericana de Educación, 58, 151-166. Recuperado de: https://rieoei.org/historico/documentos/rie58a08.pdf.

Auler, D., Dalmolin, A. M. T. e Fenalti, V. S. (2007). Abordagem temática: temas em Freire e no enfoque CTS, em Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, Florianópolis. Recuperado de: http://abrapecnet.org.br/atas_enpec/vienpec/index.html.

Auler, D. (2007). Enfoque Ciência-Tecnologia-Sociedade: pressupostos para o contexto brasileiro. Ciência & Ensino, 1, 1-20. Recuperado de: http://143.0.234.106:3537/ojs/index.php/cienciaeensino/issue/view/15.

Bennàssar-Roig, A. A., Váquez, A., Manassero, M. A. e García-Carmona, A. (2011). Ciencia, Tecnología y Sociedad en Iberoamérica, 5. Madrid: OEI. Recuperado de: http://ibercienciaoei.org/documentos.php.

Bispo-Filho, D. O., Maciel, M. D., Sepini, R. P. e Vázquez, Á. A. (2013). Alfabetização científica sob o enfoque da ciência, tecnologia e sociedade: implicações para a formação inicial e continuada de professores. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, 12(2), 313-333. Recuperado de: http://reec.uvigo.es/volumenes/volumen12/REEC_12_2_5_ex649.pdf.

Brasil (1999). Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino Médio: bases legais. Brasília: Ministério da Educação. Recuperado de: http://portal.mec.gov.br/setec/arquivos/pdf/BasesLegais.pdf.

Chrispino, A., Silva, M., Melo, T. e Alburquerque, M. (2017). Do resultado da pesquisa às ações de intervenção na prática escolar: a contribuição de um grupo de pesquisa CTS. Da Investigação às Práticas, 7(2), 91-115. Recuperado de: https://ojs.eselx.ipl.pt/index.php/invep/article/view/127.

Delizoicov, D. e Angotti, J. A. P. (1991). Física. São Paulo: Cortez.

Delizoicov, D., Angotti, J. A. e Pernambuco, M. M. C. A. (2002). Ensino de Ciências: Fundamentos e Métodos. São Paulo: Cortez.

Erduran, S. e Dagher, Z. R. (2014). Reconceptualizing the nature of science for science education, scientific knowledge, practices and other family categories. Dordrecht: Springer.

Fernandes, R. F. e Strieder, R. B. (2017). Dificuldades enfrentadas por professores na implementação de propostas CTS, em Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, 11, Florianópolis. Recuperado de: http://abrapecnet.org.br/wordpress/pt/atas-dos-enpecs/.

García, M. I. G., López Cerezo, J. A. e Luján, J. L. (1996). Ciencia, tecnología y sociedad: una introducción al estudio social de la ciencia y la tecnología. Madrid: Tecnos.

Gil-Pérez, D., Montoro, I. F., Carrascosa, J. A., Cachapuz, A. e Praia, J. (2001). Para uma imagem não deformada no ensino de Ciências. Revista Ciência e Educação, 7(2), 125-153. Recuperado de: https://www.fc.unesp.br/#!/ensino/pos-graduacao/programas/educacao-para-a-ciencia/revista-ciencia-e-educacao/edicoes-anteriores1301/2001-v-7-n-2/.

Julio, A. B. (2010). As Atitudes de Alunos do Ensino Médio em Relação à Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente (CTS-A) no Contexto da Produção da Cana de Açúcar e Etanol (Dissertação de mestrado). Piricicaba: Universidade Metodista de Piracicaba. Recuperado de: http://iepapp.unimep.br/biblioteca_digital/pdfs/2006/VQKVIIXYCCGY.pdf.

Lederman, N. G. (1992). Students' and teachers' conceptions of the nature of science: a review of the research. Journal of Research in Science Teaching, 29, 331-359. Recuperado de: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1002/tea.3660290404.

Lederman, N. G. e Zeidler, D. (1987). Science teachers' conceptions of the nature of science: do they really influence teaching behavior?. Science Education, 71(5), 721-734. Recuperado de: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1002/sce.3730710509.

Maciel, M. D., Bispo-Filho, D. O., Colussi, F. E., Ribeiro, J. C., Guazzelli, I. R. B. e Vázquez, Á. A. (2009). Actitudes CTS de los estudiantes brasileños medios y universitarios en formación para docencia. Enseñanza de las ciencias: revista de investigación y experiencias didácticas, número extra, 1837-1842. Recuperado de: https://www.raco.cat/index.php/Ensenanza/article/view/294123.

Manassero, A., Vázquez, Á. A., Acevedo, J. A. e Paixão, M. F. (2012). Cuestionario CTS – PIEARCTS. Recuperado de http://www.oei.es/COCTS/por/index.html .

Manassero-Mas, M. A. e Vázquez, Á. A. (2019). Conceptualización y taxonomía para estructurar los conocimientos acerca de la ciencia. Revista Eureka sobre Enseñanza y Divulgación de las Ciencias, 16(3), 3104. Recuperado de: https://revistas.uca.es/index.php/eureka/article/view/4803.

Martín Gordillo, M., Tedesco, J. C., López Cerezo, J. A., Acevedo-Díaz, J. A., Echeverría, J. e Osorio, C. (2009). Educación, Ciencia, Tecnología y Sociedad. Madrid: OEI. Recuperado de: https://dds.cepal.org/redesoc/publicacion?id=898.

Ramsey, J. (1993). The science education reform movement: implications for social responsibility. Science Education, 77(2), 235-258. Recuperado de: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1002/sce.3730770210.

Santos, R. A. e Hunsche, S. (2012). Abordagem temática: Alguns resultados de implementações. Travessias, 6(1), 295-312. Recuperado de: http://e-revista.unioeste.br/index.php/travessias/article/view/6182.

Santos, W. L. P. (1992). O Ensino de Química para Formar o Cidadão: principais características e condições para a sua Implantação na Escola Secundária Brasileira (Dissertação de mestrado). Campinas: Unicamp. Recuperado de: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/253086.

Santos, W. L. P. e Mortimer, E. F. (2000). O Ensino de C-T-S (Ciência, Tecnologia e Sociedade) no Contexto da Educação Brasileira. Ensaio – Pesquisa em Educação em Ciências, 2(2), 1-23. Recuperado de: https://periodicos.ufmg.br/index.php/ensaio/issue/view/532.

Sasseron, L. H. e Carvalho, A. M. P. (2011). Alfabetização Científica: uma revisão bibliográfica. Revista Investigações em Ensino de Ciências, 16(1), 59-77. Recuperado de: https://www.if.ufrgs.br/cref/ojs/index.php/ienci/article/view/246.

Schepper, R. (2014). Projetos Temáticos e Enfoque CTS na Educação Básica: caracterização dos trabalhos apresentados por autores brasileiros, espanhóis e portugueses nos Seminários Ibero-americanos de CTS (Dissertação de mestrado). Itajubá: Universidade Federal de Itajubá. Recuperado de: https://repositorio.unifei.edu.br/xmlui/handle/123456789/776.

Vázquez, Á. A., Acevedo-Díaz, J. A., Manassero, M. A. e Romero, P. A. (2006). Actitudes del alumnado sobre Ciencia, Tecnología y Sociedad, evaluadas con un modelo de respuesta múltiple. Revista Electrónica de Investigación Educativa, 8(2), 1-37. Recuperado de: https://redie.uabc.mx/redie/article/view/145.

Publicado

2021-03-22

Número

Sección

Artículos